Como Um Aluno De Inglês Melhorou Seu Listening Em 39 Dias


O ano é 1998. Ander tinha 22 anos, um emprego promissor e bem remunerado, uma família que sempre deu grande suporte na sua educação, acreditava ter um inglês impecável, e tinha como sonho ser um profissional muito bem qualificado na sua área, e também em conhecer e morar em vários lugares no mundo.

Mas infelizmente seu sonho de ser um profissional promissor começou a desmoronar na sua frente.

Não conseguia acompanhar as conversas em inglês durante reuniões, apesar de ter estudado inglês por 4 anos.

Não era convidado a participar de projetos, palestras e cursos no exterior.

Era simplesmente mais um funcionário de nível “regular”.

Estava decidido a mudar esta situação, começou a praticar mais seu inglês com filmes. Alugava filmes, chegava em casa do trabalho, sentava em frente ao seu DVD player, onde ficava apertando o play e o pause e tentava transcrever cada uma das falas.

Para variar um pouco, pegava suas músicas favoritas e fazia o mesmo para praticar e melhorar seu listening.

Já não tinha mais tempo para se divertir, passear ou namorar e apesar do tempo que despendia com estes exercícios não via evolução do seu listening.

Até que aconteceu o inesperado.

Foi chamado a uma reunião de feedback com seu gerente, o qual ele apreciava muitíssimo, onde ouviu a seguinte frase:

“_ Gostaria de te colocar em projetos mais avançados, mas preciso que você melhore sua fluência para que isto aconteça, sei que não é uma tarefa fácil, mas acredito em você”.

Estava em uma encruzilhada, não sabia que direção tomar.
-Fazer outro curso de inglês, apesar de já ter chegado ao avançado na escola.
-Passar mais horas praticando com vídeos e músicas.
-Fazer um curso de conversação.
-Fazer um curso de inglês no exterior.

Apesar de todas as 3 primeiras parecerem ótimas ideais, além de mais baratas, ele sentia que somente fazendo algo diferente traria resultados diferentes.

Foi então que decidiu utilizar todas as suas economias e comprar um curso de 3 meses em Londres para melhorar seu inglês e acreditava assim poder melhorar de vez o seu inglês. (mais uma decepção)

Comprou a passagem, estadia e pegou o restante das suas economias. E partiu em direção ao Reino Unido.

Ao chegar ao aeroporto acontece a sua primeira decepção.

O oficial da alfandega lhe fez a mesma pergunta 3 vezes e ele não conseguiu entender nada do que estava sendo dito, e dai pediu para que ele falasse palavra por palavra, e descobriu que era uma frase simples.

“_Can I see your passport, please ?”.

Ele não conseguia acreditar no que estava acontecendo, até mesmo uma frase tão simples ele não conseguia entender.

Ao andar pelas ruas de Londres e ter que interagir com outras pessoas, era como se elas estivessem falando “grego”.

Ao interagir com outras pessoas elas sempre olhavam para ele com um ponto de interrogação no rosto.

E foi ao chegar a escola de inglês que veio a maior frustração.

Ao fazer o teste foi colocado no nível intermediário devido a sua baixa pontuação no listening.

Foram dias difíceis, estar em um país totalmente diferente, sozinho, Frustrado por não entender os britânicos, se sentindo um fracassado por após tantos anos de estudo não conseguir entender o que as pessoas falavam e ainda ser colocado em um nível muito abaixo do qual acreditava possuir.

Ele se lembra do sentimento de angústia, o nó na garganta por se sentir uma farsa, como um falante de inglês e o sentimento de impotência diante da situação.

Se sentiu deprimido, pensando em largar tudo e voltar para o Brasil e procurar um outro emprego e desistir da sua área, e cada dia que passava aquele sentimento aumentava.

Foi depois de quase um mês, que o seu professor percebeu o seu desespero e desânimo e o chamou para conversar, devido a perceber que ele estava totalmente desorientado e dentro de um rollercoster de emoções.

Ele abriu seu coração para seu professor, sobre suas inseguranças e dificuldades.

E o que aconteceu para a sua sorte foi que o professor disse que ele tinha uma ótima gramática , ótimo vocabulário , mas que ele continuava com um erro que todo estudante de inglês possui.

Seu professor de inglês disse:

”_ Ander, você tem que ouvir a si próprio e aprender a pronunciar como um falante de inglês para poder entender melhor o que é dito, a sua pronúncia e entonação possui muitos sons do português, sua língua mãe, mude isto que tenho certeza que você sentirá uma grande diferença ””

Foi então que este mesmo professor indicou um curso de pronúncia e fonética na Westminster College de Londres.

Ele sentiu que tudo o que foi lhe dito pelo professor fazia sentido.

Agora ele tinha somente mais 2 meses antes de ter que voltar ao Brasil e suas economias estavam acabando, mas decidiu que está seria sua última tacada, antes de desistir.

Arranjou um emprego em um bar de Londres para poder pagar pelo curso e conseguiu se inscrever no curso que tinha a duração de 39 dias.

Foi deste momento em diante que ele percebeu uma das maiores mudanças da sua vida e das melhores de todas.

Da primeira aula em diante, ele começou a perceber a diferença da pronúncia, entonação e tudo mais que envolvia entender melhor a língua inglesa.

Passava horas praticando os exercícios e procurando por mais palavras e frases, corrigindo assim a sua pronúncia e melhorando seu listening.

E em 39 dias ele começou a sentir a diferença no seu jeito de se expressar e principalmente de entender o inglês falado.

Voltando ao Brasil

Ao chegar de volta a empresa todos perceberam a grande diferença que aquele pequeno espaço de tempo representou para ele, elevando assim seu nível de inglês instantaneamente.

Até mesmo seus professores de inglês no Brasil que ele admirava muito reconheceram as mudanças

Algumas pessoas as vezes falam que ele teve uma vida de flores, e que tinha facilidade para aprender inglês, mas não sabem quantos foram os espinhos desta caminhada.

Bem esta história seria somente mais uma história, mas ela aconteceu de verdade, e o nome do começo do texto, deveria ser ANDRÉ ao invés de Ander, ou seja isto aconteceu comigo, quando comecei a trabalhar como professor de inglês no CCAA e os projetos eram na realidade turmas avançadas de inglês.

Esta experiência me ensinou que muitas vezes batemos na mesma tecla, para alcançar seus objetivos, mas mudar a forma com que fazemos algo, poder gerar frutos muito melhores.

Descobri também que se eu tivesse prestado mais atenção em minha pronúncia , possivelmente teria economizado muito dinheiro e avançado mais rápido no inglês.

Muito obrigado a todos os professores que me ajudaram nesta jornada. 😍

PS.: Escreva abaixo suas história em relação aos seus estudos de inglês, adorariamos ouvir, ou deixe os seus comentários abaixo

PS.:Este é um tópico tão importante para estudantes de inglês, e que algumas vezes é deixado de lado por professores de inglês, que farei um evento especial sobre este tema com 4 aulas sobre estes tema.
Reserve a sua vaga neste evento gratuito neste link.

http://bit.ly/accentreductionreservation

CONTINUE NO BLOG

Parabéns você concluiu este exercício, aproveite que já está empolgado e continue a melhorar a sua pronúncia com mais alguns vídeos que te ajudarão a melhorar a sua pronúncia.

They’re -There – Their – Qual a pronúncia correta?
Say -Says – said – Qual a pronúncia correta?
4 dicas para melhorar sua pronúncia e ser entendido por nativos de inglês
5 táticas para criar confiança ao conversar com gringos

Accent reduction Course Reservation

(Visited 108 times, 68 visits today)

Share This:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *